segunda-feira, 8 de outubro de 2007

ONG Arrastão - Cultura e Desenvolvimento Social -

Dando uma pesquisada achei esta ONG - Arrastão - que tem desenvolvido vários projetos na Comunidade de Campo Limpo, na cidade de São Paulo. Um deles o - Cor Arrastão - em que a arte estampada nas casas do Parque Pinheiros é o ponto de partida deste projeto, que alia a arte à reciclagem e ao trabalho em conjunto. Utilizando diversos materiais de construção, moradores realizam, em mutirão, intervenções artísticas, de saneamento e de jardinagem em seus locais de moradia, resgatando o patrimônio cultural, valores do cooperativismo e qualidade de vida.
Tem também o - Saraus Literários - onde o gosto pela cultura é estimulado por poemas, poesias, dança e outras diversas formas de manifestações culturais onde as pessoas da comunidade acabam revelendo seus talentos.
Inclusive o núcleo de Desing e Moda criou esta sacola ecológica, evitando assim o uso de sacolas de plásticos.
Quem quiser saber mais do trabalho visite http://www.arrastao.org.br/

2 comentários:

André L. Soares disse...

Bel, boa noite! Muito obrigado pela visita e as palavras deixadas em meu blog. Por falta de tempo, ando meio relapso. Mas agora vou retomar as respostas e as visitas freqüentes aos blogs também. Esse seu blog é interessante. Gostei de saber que tem muitas instituições promovendo a arte por esse país. Sem arte a vida fica muito 'seca', resumindo-se quase que somente a trabalho. Como arte é, em geral, um produto caro - ainda voltado às elites, é fundamental que haja quem a promova para as massas. Grande abraço, Poetisa!

André L. Soares disse...

Bel, boa noite! Muito obrigado pela visita e as palavras deixadas em meu blog. Por falta de tempo, ando meio relapso. Mas agora vou retomar as respostas e as visitas freqüentes aos blogs também. Esse seu blog é interessante. Gostei de saber que tem muitas instituições promovendo a arte por esse país. Sem arte a vida fica muito 'seca', resumindo-se quase que somente a trabalho. Como arte é, em geral, um produto caro - ainda voltado às elites, é fundamental que haja quem a promova para as massas. Grande abraço!